Skip to content

Finanças

Máquina de cartão: 5 dicas para encontrar a máquina perfeita

Toda empresa hoje precisa de uma máquina de cartão se não quiser perder clientes. O mercado sabendo disso começou a acelerar, desenvolver novas máquinas e agora as opções são tantas que qualquer um pode ser tomado pela preguiça de não querer para escolher a melhor opção.

Confira abaixo algumas dicas que vão te ajudar a dar o primeiro passo para fazer essa escolha:

1.      Online ou físico

Considere sempre se o seu negócio é físico ou online. Há máquina no mercado que funcionam apenas pelo celular, trazendo mais conforto, agilidade e economia. É uma excelente opção também para que está começando e deseja gastar pouco.

2.      Taxas

Um dos pontos de maior atenção na hora de decidir qual máquina de cartão levar é o valor da máquina, taxa de adesão, mensalidade, taxas de transação. Os gastos são muitos, por isso é sempre importante um ponto de atenção nestes gastos e descontos.

3.      Bandeira

Você pode não saber qual a bandeira de todos os seus clientes, mas é de conhecimento comum as mais usadas no mercado. Por isso, na hora de contratar esse serviço levante as bandeiras que a máquina aceita e os custos adicionais para acrescentar outras.

4.      Nota fiscal

Se imprimir nota fiscal for uma exigência, você com certeza deve optar por uma máquina tradicional. Mas vale lembrar que elas são mais caras e possuem mais burocracia na hora de serem instaladas no seu negócio.

5.      Mobile Points of Sale

Para quem não tem a necessidade de imprimir notas fiscais, o mercado oferece outras opções, como a máquina Mobile Points of Sale (mPOS). Elas têm um preço menor, e funcionam conectadas ao seu celular, possibilitando assim a comunicação e as transações aconteçam.

Simulação de consórcio: 4 formas de simular consórcio

É provável que você conheça o consórcio como uma forma de adquirir um imóvel ou um automóvel. Porém, além das opções convencionais, já existem outros tipos de consórcio com diversos objetivos. Veja nesse artigo quais os tipos disponíveis e como realizar a simulação de consórcio para os diferentes tipos de consórcio disponíveis.

Simulação de consórcio imóveis

Um dos tipos mais comuns de consórcio são aqueles que tem por objetivo adquirir a casa própria, pois muitas pessoas preferem essa modalidade ao financiamento. Mas o que poucas pessoas sabem é que é possível fazer consórcio também para reformar seu imóvel ou até para adquirir lotes.

A simulação de consórcio desse tipo, pode ser realizada em sites de diversas instituições informando a modalidade e valor do crédito desejado.

Simulação de consórcio automóveis

Além dos consórcios comuns oferecidos por concessionárias para aquisição de carros e motos, é possível encontrar consórcio até para barcos, lanchas, Jet-ski. São diversas as opções de consórcios para realizar seu sonho. A simulação de consórcio para estes bens pode ser realizada informando o valor do bem.

Simulação de consórcio serviços

Existem opções de consórcio que possibilitam a realização de serviços com valores mais elevados, como tratamentos dentários, serviços estéticos como cirurgias plásticas, viagens e festas. As opções são inúmeras e podem ser utilizadas em serviços que requerem pagamento a vista ou que não possuem boas opções de financiamento.

Esta modalidade normalmente apresenta carta de crédito flexível, e sua simulação de consórcio é feita informando o valor do serviço desejado.

Simulação de consórcio móveis

Se o que você precisa é mobiliar sua casa ou escritório, o consórcio também é para você. Muitas lojas varejistas oferecem simulação de consórcio para aquisição de móveis, eletrodomésticos e até eletrônicos, como celulares, TVs e computadores.

 

 

Cartão de crédito: 2 Formas de pedir cartão de crédito com baixas taxas

É difícil encontrar quem não tenha ao menos um cartão de crédito. Esse método de pagamento é extremamente popular e é inegável dizer que ele facilita muito o dia a dia. O cartão de crédito permite que você faça uma compra e pague em até 30 dias.

Segundo uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil, 77% dos consumidores possuem cartão de crédito. No entanto, muitos desses consumidores não sabem quais são as taxas para manter o cartão de crédito.

Geralmente para manter um cartão de crédito, existe o pagamento de mensalidade. O valor da mensalidade varia muito do tipo de cartão e da instituição financeira a qual este é vinculado.

Outras despesas com o cartão de crédito são os juros no crédito rotativo. Esses juros são cobrados caso você não pague a fatura e ela automaticamente se refinancia.

Nos últimos anos várias empresas lançaram seu próprio cartão de crédito. Cartões de crédito são produtos oferecidos geralmente por bancos. No entanto, algumas lojas de varejo começaram a oferecer cartões com alguns benefícios, para seus clientes. Além claro, das fintechs.

Com todas essas ofertas de diferentes cartões de crédito, como saber qual oferece melhores condições e taxas menores? Conheça 2 Formas de pedir cartão de crédito com baixas taxas.

1. Pechinche e negocie

Se você já possui cartão de algum banco, e por esse motivo possui um bom limite, a melhor forma de conseguir taxas baixas é pechinchar. A anuidade do cartão geralmente vem descontada nas faturas do seu cartão de crédito, então fique atento.

Antes da renovação automática do cartão de crédito, ligue para a central de atendimento de cartões e pechinche. Peça desconto. Em muitos casos é comum que o banco não cobre anuidade por determinado período.

2. Procure cartões sem anuidade

Nos últimos anos se tornou comum cartão de crédito de empresas, sem a necessidade de ser correntista de algum banco. Para contratar esses cartões, só é necessário apresentar alguns documentos, nem precisa ter conta em banco.

Grandes redes de lojas e supermercados por exemplo, costumam oferecer cartão de crédito com benefícios. Descontos e taxas reduzidas, por exemplo. Outra maneira de pedir um cartão com taxas baixas, é através de fintechs. Nubank, Digio, sãos bons exemplos.

Antes de pedir cartão de crédito, lembre-se que uma hora ou outra a conta aparece. Dessa maneira, seja cauteloso e compre com responsabilidade. Evite gastos desnecessários e tenha cuidado com a empolgação!

Máquina de cartão: 3 melhores marcas de maquininha 

Não é difícil encontrar anuncio de diversas operadoras de cartão de crédito. Nos últimos anos o mercado de maquininhas cresceu de maneira importante. Só no Brasil são mais de dez empresas oferecendo esse tipo de produto.

Com todas essas opções, escolher a máquina de cartão que mais se adequa às suas necessidades podem se tornar uma vantagem competitiva. Taxas mais baixas, maquininhas mais resistentes, aplicativos de gestão, conheça as 3 melhores marcas de maquininha do mercado.

1. Cielo

Uma das primeiras empresas de cartão de crédito no mercado nacional. Forte e sólida, a Cielo precisou ajustar seu portfólio e oferecer produtos e serviços mais atrativos para competir com as novas.

As maquininhas da Cielo são consideradas as mais completas do mercado. Dentre todas as opções do mercado, são as que aceitam mais bandeiras, além de voucher. Em sua maioria, possuem recursos como chat, calculadora, catálogo de estoque, relatório de vendas.

2. Stone

A Stone é uma fintech brasileira fundada em 2014, que nasceu com a ideia de descomplicar o mercado de cartões de crédito. Com taxas competitivas e um dos melhores SAC, a Stone cresce a passos largos.

A máquina da Stone oferece promete a melhor conexão do mercado, além de possuir funções extras. Assim como a Cielo, as máquinas da Stone possuem calculadora, relatório de vendas, além de opção de antecipação.

3. PagSeguro

A PagSeguro é uma empresa brasileira de pagamentos. No mercado desde de 2006, a PagSeguro foi a primeira das empresas de cartões a lançar as maquininhas na modalidade sem aluguel.

As Moderninhas e Minizinhas, são as máquinas oferecidas pela PagSeguro. Com taxas competitivas e de fácil aquisição, essas máquinas possuem opções de pessoa física e jurídica. Essas maquininhas aceitam diversas bandeiras tanto no débito quanto no crédito. Além de fazerem parcelamento, e receberem vouchers.

Empréstimos para MEI: Entenda como funciona o processo

No Brasil, a cada ano, aumenta o número de empreendedores optantes pela modalidade de MEI, uma das formas mais simples de se conseguir abrir o negócio tão sonhado. Com o MEI você tem aberto um CNPJ, e com isso, algumas vantagens empresariais. Uma delas são os empréstimos para MEI. Os empréstimos para MEI são mais facilitados, porém não menos “perigosos” que os empréstimos para pessoas físicas.

Nesse artigo mostraremos algumas informações e vantagens dos empréstimos para MEI, de modo que você possa tomar todos os cuidados necessários ao fazer essa contratação.

Empréstimo para MEI

Os empréstimos para MEI dependem muito do tipo de cada negócio que sua empresa está inserida. Ao contrário do empréstimo feito para pessoas físicas, onde o dinheiro pode ser aplicado de qualquer forma, nos empréstimos para MEI o dinheiro obrigatoriamente deve ser destinado para o seu negócio, não podendo ser aplicado de outra forma.

A mesma forma como os empréstimos tradicionais para pessoa física, é preciso fazer uma análise prévia para ver se o empréstimo que irá contratar seja quitado corretamente.

Onde conseguir um empréstimo para MEI?

1.      Instituições Bancárias

É possível conseguir empréstimos para MEI através de instituições bancárias, porém é preciso comprovar ao banco que você tem condições de quitar as parcelas do empréstimo.

È indispensável também que a documentação do MEI esteja em dia, normalmente os bancos solicitam a seguinte documentação:

  • Certificado de Condição do Microempreendedor Individual (CCMEI);
  • Documentos pessoais do responsável pelo MEI(RG e CPF).
  • Comprovante de endereço residencial do responsável pelo MEI.

2.      Financiadoras

É possível conseguir empréstimos para MEI, na internet, através de financiadoras especializadas em concessão de crédito.

Esse tipo de negociação geralmente oferece algumas vantagens:

  • Processo 100% online;
  • Taxas de juros baixas;

3.      Microcrédito

Essa modalidade de empréstimo para MEI é utilizada para valores baixos e com menos burocracia. Porém, mesmo sendo um empréstimo para MEI de baixo valor, deve-se sempre ter em mente a responsabilidade de quitar o mesmo sempre em dia.

 

Os empréstimos para MEI são ótimas oportunidades para ver os seus negócios crescerem. Mas que devem ser utilizados com cuidado, ou você poderá contraindo dívidas que o seu empreendimento não tem condições de arcar.

A maior dica de todas é sempre realizar um bom planejamento e avaliação se o empréstimo realmente irá auxiliar a sua empresa a crescer. Coloque numa balança os prós e contras e avalie se os empréstimos para MEI são realmente viáveis para o seu negócio.