Faculdade Soberana chega a Petrolina com curso de Odontologia

Foto: Diretor da Faculdade Soberana, André Machado e Prefeita do campus Petrolina, Elaine Barros.

A partir de março chega a cidade a Faculdade de Saúde de Petrolina – Soberana com o primeiro curso de odontologia da região do Vale do São Francisco. De acordo com o Diretor Geral da Soberana, André Machado, o projeto de construção e implementação da instituição no município está sendo desenvolvido há três anos. Petrolina foi escolhida a partir de um levantamento realizado pela Soberana, onde foi percebido a migração de estudantes para outras cidades com o objetivo de cursar odontologia como também outros cursos da área de saúde.

“Existe um raio de 360 km sem nenhuma faculdade de odontologia por isso demos início ao curso. Toda infraestrutura já está pronta, tivemos avaliação do MEC e fomos aprovados com uma nota 4,0 que é uma nota de excelência de ensino no Ministério da Educação. É previsto ainda para os próximos cinco anos, cinco cursos na área de saúde. A partir de 2018, nosso planejamento são dois cursos por ano.”, destacou Machado.

 Faculdade Soberana

Com um projeto pedagógico muito arrojado e atual, a Faculdade de Saúde de Petrolina já está disponibilizando através do site uma pré-inscrição para os interessados pelo curso de odontologia. O cadastro permite que o inscrito receba todas as informações da Faculdade quando iniciarem as inscrições para o vestibular.

Serão ofertadas 80 vagas anuais para o curso de odontologia que tem duração de 5 anos dividido em 10 períodos. A previsão é que o vestibular ocorra ainda nesse primeiro semestre de 2017, caso todos os ajustes finais sejam realizados a tempo hábil. A sede da Faculdade está localizada na Avenida Honorato Viana, nº 1526, ao lado da UPA de Petrolina.

Segundo André, o curso é conta com dois momentos, um multidisciplinar e outro interdisciplinar. Inicialmente, os estudantes terão disciplinas básicas que preparam para área de saúde, em seguida, os conteúdos são totalmente específicos da área de odontologia, onde começa as aulas práticas em manequins simuladores e na metade da graduação tem início a prática diretamente com os pacientes orientados pelos professores, o chamado estágio supervisionado.

Na ocasião, o diretor esclarece que a proposta de mensalidade ainda não foi fechada, mas os valores são pensados a partir da média das mensalidades da região e que a instituição contará com parcerias com os programas do governo direcionados para o ensino superior, a exemplo do Fies.

Com 30 anos de experiência na odontologia, André Machado pontuou os benefícios do curso para a região e mencionou como está funcionado o mercado de trabalho atualmente. “O curso de odontologia traz muitos benefícios para a cidade em detrimento de um atendimento assistido pelos professores nos estágios supervisionados, onde a população pode ir até a faculdade e será atendido clinicamente. Depois de maturado o curso, no período de 4 ou 5 anos, nós teremos na cidade um atendimento de 13 ou 15 mil procedimentos odontológicos feitos gratuitamente por semestre. E hoje, o mercado precisa do diferencial daquele profissional que vai atender as necessidades da população quantitativamente e qualitativamente.”, ressaltou.

 

Sobre Edenevaldo Alves

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

Início