Entenda como atuar em uma Holding

Para que você entenda como atuar em uma Holding vamos primeiro compreender o conceito que envolve este tipo de empresa.

Holding do inglês “to hold”, tendo por tradução: segurar. Podemos dizer então que o objetivo é administrar/segurar outras empresas.

Uma Holding controla as demais de modo que é ela quem toma as decisões referente a gestão das empresas que dela fazem parte.

Não é só administrar, a Holding também tem por responsabilidade fazer a estruturação de capital de todas as suas subsidiárias, mantendo parcerias e visando melhoria em sua gestão como um todo.

A holding pode possuir 100% da subsidiária, ou pode possuir apenas ações ou participações societárias suficientes para controlar a subsidiária. 

Ter controle significa que possui interesses em ações ou membros suficientes para garantir que um voto dos proprietários siga seu caminho. Isso pode ser de 51% ou, onde existem muitos proprietários, pode ser uma porcentagem muito menor.

Modalidade de Holdings

Não importa o tamanho da empresa as Holdings são encontradas facilmente em empresas do médio a grande porte.

Uma forma é a participação organizacional, também chamada de participação estrutural. 

Várias subsidiárias permitem que a empresa-mãe seja representada com várias marcas. A controladora também mantém uma visão geral das divisões individuais nas quais vende produtos.

Outra variante é a companhia financeira. Nesse caso, a controladora gerencia apenas suas ações nas subsidiárias. Além disso, adquire os recursos financeiros necessários para as empresas subsidiárias.

A Holding que é a que controla tem uma influência significativamente maior em uma holding operacional. Aqui, a empresa-mãe, que também é chamada de “empresa-guarda-chuva”, assume a maior parte dos negócios operacionais. 

As empresas subsidiárias são significativamente menores e dependem fortemente da controladora. Não apenas a estratégia e a estrutura são assumidas pela controladora, mas também a equipe, como o CEO.

Como é a atuação de uma Holding

Qualquer empresa pode comprar e deter ações de outra empresa. Uma empresa é apenas uma holding se existir principalmente para possuir outras empresas. 

Suponha que a empresa C seja dona da empresa D. A empresa C é uma holding, se mais de 50% de sua receita deriva de seu investimento na empresa D. A empresa C é uma empresa operacional se obtém 30% de sua receita da empresa D e 70 por cento das próprias operações da empresa C.

Apesar de ter um controle acionário, as holdings não supervisionam as operações diárias dos negócios que possuem.

Uma empresa operacional está muito mais próxima do que as pessoas pensam como um negócio, porque na verdade fornece bens ou serviços aos clientes. Geralmente, se alguém se refere a uma empresa como uma empresa operacional, é porque ela pertence a uma holding.

Como é financiada uma holding?

A administração da holding também é responsável por decidir onde investir seu dinheiro. A holding pode obter os fundos para realizar seus investimentos vendendo participações societárias em si ou em suas subsidiárias ou em empréstimos. 

Também pode obter receita com pagamentos que recebe de suas subsidiárias na forma de dividendos, distribuições, pagamentos de juros, aluguéis e pagamentos pelas funções administrativas que ele possa fornecer.

Holding de uma empresa operacional

Se você administra um negócio, pode parecer desnecessário criar uma holding para deter os ativos e uma empresa operacional para fazer o trabalho. A grande vantagem é que torna mais difícil para os credores se apossarem dos ativos da sua empresa.

A criação de seus negócios como uma corporação ou uma sociedade de responsabilidade limitada protege seus ativos pessoais de dívidas ou ações judiciais contra a empresa. 

Os ativos da corporação ainda são vulneráveis ​​aos credores. Se, no entanto, a empresa E detiver todos os ativos e alugá-los para a empresa F, a empresa F não terá ativos. 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *