Arquivo do Autor: Edenevaldo Alves

Inscrições para Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas vão até 31 de março

Já estão abertas as inscrições para a 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas. Podem participar estudantes a partir do sexto ano do ensino fundamental até o ensino médio. Este ano, a competição também será aberta a alunos de escolas particulares. As inscrições devem ser feitas pela instituição de ensino até o dia 31 de março.

A prova é a maior olimpíada estudantil do mundo. E, nesta edição, será integrada com a Olimpíada Brasileira de Matemática, o que deve aumentar o número de participantes. No ano passado, foram
quase 18 milhões de inscritos.

De acordo com os organizadores, a prova pretende despertar o interesse dos alunos e mostrar que a disciplina é mais ampla que o ensinado na escola. Para resolver as questões, não é necessário saber a fundo matemática, mas é preciso ter raciocínio, criatividade e lógica.

As provas são divididas em três níveis, levando em consideração o currículo escolar. E são duas fases de competição: a primeira acontece no dia 6 de junho e a segunda, em 16 de setembro. A premiação será separada para escolas públicas e privadas. Para saber mais basta acessar: obmep.org.br. (AB)

Utilidade pública: Jovem de 18 anos desaparece em Orocó

Na madrugada desta segunda-feira (27), Dariana Silva de Novaes, 18 anos, desapareceu de sua residência na cidade de Orocó, no Sertão de Pernambuco. Segundo familiares, a jovem, que tem problemas mentais, saiu de casa enquanto todos dormiam, a família realiza uma campanha para tentar encontrar a jovem.

A família ainda relata que Dariana já desapareceu outras vezes. Quem tiver alguma informação sobre o paradeiro da jovem, pode entrar em contato por meio dos telefones (87) 99945-4145 ou 99947-6230.

Artigo do leitor: Nossa Senhora das Grotas e Aparecida no samba

Roberto Malvezzi “Gogó”

O sagrado e o profano não têm distinção no meio do povo. Conforme a famosa frase de Moraes Moreira “sagrado e profano o baiano é carnaval”. O que interessa é a festa. Os demais elementos vêm como auxiliares, inclusive se o enredo for sobre Nossa Senhora Aparecida ou Nossa Senhora das Grotas abrindo o desfile de Grande Rio em homenagem à Ivete Sangalo.

Mas, observando mais fundo, há elementos arquetípicos nessas Marias bem brasileiras. Eu conheço bem ambas, por ter estudado em Aparecida e por morar em Juazeiro, onde Nossa Senhora das Grotas é padroeira. Viajando o Brasil, acabei fazendo um CD chamado “Maria e Ecologia”.

Um detalhe, Nossa Senhora das Grotas é mais antiga que Nossa Senhora Aparecida. Encontrada em 1707 nas grotas do Rio São Francisco por um índio, que a entregou a um vaqueiro e esse a entregou ao missionário que pregava nos sertões. A festa de 300 anos dessa Maria foi em 2007.

A homenagem à Ivete levou para a avenida não só Nossa Senhora, mas as lendas e mitos do São Francisco, como o Nego D’Água – estranho, de amarelo -, a Mãe D’Água, as carrancas e até a serpente que está presa por três fios de cabelos de Nossa Senhora na Ilha do Fogo, que está justamente entre Juazeiro e Petrolina.

Já Nossa Senhora Aparecida, encontrada no rio Paraíba, completa 300 anos de sua história agora em 2017. O carnavalesco viu aí um tema importante para grande parte do povo brasileiro e fez dele um carnaval.

Entretanto, hoje o rio São Francisco é um fiapo de água e o rio Paraíba um esgoto a céu aberto. Pescadores e índios não encontrariam mais a Aparecida em suas redes, simplesmente porque nem é possível mais pescar naquelas águas. Nossos índios do São Francisco não têm muito mais que fazer procurando peixes nas grotas – buracos nas pedras – do rio São Francisco.

Aí que a figura arquetípica de Maria, encontrada sempre em rios, por pessoas simples como pescadores, índios, caboclos, vaqueiros, etc., mostra seu lado evangelizador e ecológico.

Nessa Campanha da Fraternidade de 2017, comemorando os 300 anos de Aparecida, que a Senhora das Grotas, de Aparecida, do Círio de Nazaré (encontrada num igarapé) e tantas outras manifestações marianas, nos ajudem a cuidar de nossos biomas, sem os quais não teremos mais rios.

Por Roberto Malvezzi (Gogó)

Homem é assassinado no Assentamento Mansueto em Petrolina

Na manhã desta segunda-feira (27), um homem foi encontrado morto no Assentamento Mansueto, próximo a Izacolândia, em Petrolina. De acordo com a polícia, o corpo apresentava sinais de disparos de arma de fogo na cabeça.

O corpo foi removido pela equipe do IML. Segudo relatos de populares, a vítima morava sozinho em um lote do Assentamento.

Para orientar foliões, Secretaria faz campanha de prevenção à doenças sexualmente transmissíveis

Foto: Divulgação

Durante o carnaval de Petrolina está sendo realizada uma campanha de conscientização e prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST). A ação da Secretaria de Saúde, através do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) tem o objetivo de orientar o folião em relação ao sexo seguro e à prevenção da gravidez indesejada.

Segundo o coordenador do Centro de Testagem e Aconselhamento, Anderson Andrade, nesses dois primeiros dias foram entregues 20 mil preservativos. “Estamos reforçando a campanha do Ministério da Saúde, e continuaremos nesses últimos dias. Nossa equipe está sendo abraçada pelas pessoas que estão recebendo as orientações e as camisinhas”, frisou.

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil possui um alto número de pessoas com HIV. De acordo com os dados, existem no país aproximadamente 112 mil brasileiros com o vírus. Do total, cerca de 260 mil pessoas não se tratam.

A previsão é de que até amanhã (28), encerramento do Carnaval, cerca de 60 mil preservativos sejam entregues aos foliões por 28 funcionários do CTA.

Samu registra ocorrências simples nos primeiros dias do Carnaval de Petrolina

De criança a adulto, o Carnaval de Petrolina vem agradando a todos os públicos. Nesses dois primeiros dias, as famílias caíram na folia, porém, com muito respeito e responsabilidade. Prova disso é que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), registrou poucos atendimentos durante o período.

No sábado (25), abertura oficial do Carnaval, foram registradas apenas três ocorrências: um corte superficial, uma torção de tornozelo e uma queda de pressão.

Neste domingo (26), no circuito da Orla, a equipe realizou apenas um atendimento: corte na região da face por queda. Já no polo do bairro Areia Branca foram registrados: um acidente de moto nas proximidades da festa, um desmaio por embriaguez e uma hipoglicemia.

A equipe do Samu está com ambulâncias na Orla de Petrolina e no bairro Areia Branca.

...

Denunciar para Proteger: Petrolina contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

O Brasil ainda é um país com altos índices de exploração e abuso sexual de crianças e adolescentes, são 50 casos registrados por dia. Mesmos com os avanços proporcionados pelo Estatuto das Crianças e dos/as Adolescentes são assustadores as situações de violências que estão submetidos esses/as sujeitos/as de direitos. Em 2015 o Disque 100 registrou 17.588 denúncias de violências sexuais, o que se apresenta alarmante, ainda mais quando sabemos que muitos dos casos não são registrados.

Os abusos sexuais acontecem em diferentes situações e por diversos sujeitos, inclusive familiares. Os estupros ocorrem também de modo coletivo, como o caso da adolescente no Rio de Janeiro que estarreceu a sociedade brasileira. A maioria das vítimas são mulheres, negras, pobres e periféricas. Filhas de trabalhadoras e trabalhadores que, pela escassez de políticas públicas e recursos econômicos, encontram-se em situações vulneráveis a toda forma de violência.

Os índices de violências sexuais tendem a crescer em períodos do ano como o carnaval. A festa que alegra nossos espíritos também violenta os corpos de nossas crianças e adolescentes, sem falar da indústria montada para exploração sexual/econômica desses mesmos corpos.

É no sentido de construirmos uma cultura do cuidado e proteção desses/as sujeitos/as é que lançamos a campanha“Denunciar para Proteger: Petrolina contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescente”. Estimulando assim que toda a população esteja mobilizada a denunciar os casos de violências ocorridos em nossa cidade, principalmente nesse período carnavalesco.

Vereador Gilmar Santos (PT).

Programação com pratas da casa levou muita gente pra avenida no Domingo de Carnaval

O Domingo de Carnaval (26) foi marcado pelo clima nostálgico das antigas folias carnavalescas. Quem escolheu a praça da 21 de Setembro pôde se divertir ao som da Orquestra de Frevo Novo Skema e a Banda Margaridas.

O que mais se via, eram famílias inteiras compartilhando momentos de muita alegria. Entre elas, a de dona Rosenira Sobreira, daqui de Petrolina. “Tá tudo muito legal. Entre os familiares, tem gente de Ouricuri, de São Paulo e todos estão gostando. Dizem que é uma festa diferenciada, pelo resgate de uma bela tradição”, conta a professora que aproveitou os festejos para iniciar as comemorações dos 67 anos de idade, completados nesta segunda-feira (27).

PALCO ORLA

Enquanto isso, no palco montado na Avenida Joaquim Nabuco, nas proximidades da Orla da cidade, a noite foi de misturas de ritmos e sentimentos. Veterana na folia petrolinense, a cantora Fabiana Santiago encantou o público com um repertório que uniu o frevo clássico pernambucano com doses do axé baiano. “Há uma grande preparação para esse momento que é sempre especial. O Carnaval de Petrolina é o meu lugar”, destacou.

Outro artista da terra que comandou a folia foi o estreante Guerber Pereira que colocou o folião pra dançar ao som de sucessos do sertanejo universitário. “É muita emoção participar dessa festa pela primeira vez e cantar pra todo esse público”, comemorou o petrolinense de apenas 26 anos.

Na sequência, com a melhor proposta de “tudo junto e misturado”, foi a vez de Jonathan Araújo agitar o folião. Quem encerrou a noite deixando àquele gostinho de quero mais foi o cantor recifense André Rio, que trouxe o frevo da capital de volta pra avenida, fechando o Domingo de Carnaval em grande estilo.

...

Desfile da Grande Rio celebra Ivete Sangalo e agita público

A grande expectativa pelo desfile da Grande Rio, agremiação de Duque de Caxias (Baixada Fluminense) que homenageou a cantora baiana Ivete Sangalo, foi amainada pelo impacto do acidente com o último carro alegórico da Paraíso do Tuiti. O início, previsto para aproximadamente 23h15, atrasou cerca de 45 minutos. Ao saudar o público, o presidente da Grande Rio, Milton Perácio, lamentou o episódio.

A partir daí, todos os holofotes foram para Ivete, que desfilou duas vezes – primeiro na comissão de frente, com dançarinos, e depois no sexto e último carro alegórico, com a família. Com fantasias luxuosas e carros alegóricos muito bem acabados, a escola do carnavalesco Fábio Ricardo foi muito aplaudida, atravessou a avenida sem correria e se credenciou a pelo menos voltar para o desfile das campeãs, que reúne as seis melhores escolas – o grupo de elite reúne 12 agremiações. Escola mais jovem do Grupo Especial, com apenas 29 anos, a Grande Rio nunca conquistou um título – sagrou-se vice-campeã em 2006, 2007 e 2010.

A escola dividiu sua apresentação em seis setores: o primeiro fez menção à cidade natal de Ivete, depois passou a narrar a história da cantora, desde criança até o estrelato, passando pelo primeiro contato com a música, a mudança para Salvador e a fama mundial.

Famosa por sempre reunir celebridades – em sua maioria, artistas da TV Globo -, a Grande Rio não fez diferente neste ano: reuniu as atrizes Suzana Vieira, Tayla Ayala e Paloma Bernardi (esta, rainha da bateria), a apresentadora Luciana Gimenez e até Xuxa, que se exibiu no quarto carro alegórico, homenagem à axé music. A ex-rainha dos baixinhos, que também já inspirou um enredo – foi homenageada pela Caprichosos de Pilares em 2004 -, só não ganhou tantos aplausos quanto Ivete.

Ao longo do desfile, a cantora usou três modelos de roupas – na própria comissão de frente usou dois trajes, e depois usou um vestido branco para se exibir no último carro alegórico. (DP).

Polícia evita homicídio durante Carnaval de Belém do São Francisco (PE)

Policiais Militares da 1ª Companhia Independente de Polícia Militar tomaram conhecimento que Thiago Sobreira Nogueira, de 31 anos, estaria fazendo deslocamento ao Polo Carnavalesco de Belém do São Francisco para executar um homem que se divertia no carnaval.

Os policiais iniciaram as buscas com a realização de pontos de bloqueio e abordagens a pessoas e veículos. Em dado momento, o efetivo policial abordou o acusado que descia de uma Van que conduz passageiros e encontrou no interior do veículo dois revólveres Cal. 38, carregados com munições do mesmo calibre.

Inicialmente o suspeito afirmou que as armas pertenciam ao motorista do veículo, mas depois acabou confessando a propriedade do material e disse que tentou se desfazer delas ao avistar os policiais militares. Ele também afirmou que estava portando as armas porque tem inimigos na região, mas as informações repassadas aos PMs’ são de que ele iria se encontrar com outra pessoa para cometerem um homicídio.

O acusado, o condutor e as armas apreendidas foram conduzidos à Delegacia de Petrolândia, onde o mesmo foi autuado em flagrante delito.

Vale ressaltar que no ano de 2005, o suspeito efetuou disparos de arma de fogo contra a pessoa conhecida por “Geraldo de Zé Gabriel” chegando a atingi-lo com dois disparos. No dia 21 de outubro de 2013 o mesmo homem foi detido pelo crime de porte ilegal de arma de fogo, na ocasião em que portava uma pistola Cal. 9mm, com 11 munições intactas.

...

Congresso tem 24 propostas para mudar indicação ao Supremo Tribunal Federal

A sabatina do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, no último dia 21, requentou o debate político sobre a forma de escolha dos ministros da Corte hoje feita pelo presidente da República com aprovação do Senado. O próprio Moraes propõe em tese de doutorado um modelo distinto ao que está em vigor no País.

Pesquisadores em Direito Constitucional ouvidos pela reportagem defendem atualização da lei brasileira em favor de maior participação de representantes sociais e políticos no processo de seleção dos magistrados. Já no Legislativo, existem atualmente 24 proposições de mudança desse processo em tramitação no Congresso desde 2001. Os dados fazem parte da pesquisa do consultor legislativo do Senado, Roberto da Silva Ribeiro.

Criado à semelhança do modelo norte-americano, o processo brasileiro estabelece que, para ser um dos 11 ministros do Supremo, é preciso ser indicado pelo presidente da República e, ato seguinte, ter indicação aprovada em sabatina por senadores. De acordo com os requisitos constitucionais, o pretendente deve ter notório saber jurídico e reputação ilibada. O mandato se estende até a aposentadoria compulsória aos 75 anos.

O principal risco que esse formato tem oferecido, segundo os pesquisadores, é a prevalência de critério essencialmente político na escolha do nome pelo chefe do Executivo potencializada pelo descompromisso do Senado em, de fato, testar as capacidades técnicas do postulante, já que o candidato pode ser encarado como um aliado que não precisa ser tratado com rigor. “Embora as últimas sabatinas tenham melhorado, ainda é um mecanismo pró-forma”, afirma Marcelo Figueiredo, professor da PUC-SP.

Já nos Estados Unidos, a arguição dos candidatos à Suprema Corte no Senado é considerada bem mais severa. “Lá, o candidato é altamente escrutinado sobre sua vida profissional e pessoal”, diz Figueiredo, acrescentando haver vários casos de não aprovação de indicados ao Supremo nos EUA.

“Aqui no Brasil, somente um nome foi rejeitado, um médico, no período da Primeira República (1889-1930)”, diz o autor do livro Teoria da Justiça Constitucional, André Ramos Tavares, professor de Direito na USP e na PUC-SP. Para ele, o modelo de escolha de ministros do STF no Brasil está falido. “É um formato essencialmente político. Depositamos toda a confiança no presidente da República, mas hoje ele já não é essa ‘força motriz do presidencialismo’, como já escreveu Alexandre de Moraes. O presidente hoje é refém das coalizões”, afirma Tavares.

Constituinte. Entusiasta da mudança, Tavares questiona o abandono de uma antiga proposta em defesa de novas normas para o STF pensada pelo partido que ocupou 13 anos o Palácio do Planalto, o PT. “Na Constituinte, o partido brigou por um Tribunal Constitucional (estrutura do Judiciário que só julga matérias constitucionais)”, destaca. A ex-presidente Dilma Rousseff teve cinco oportunidades de requentar o debate com suas cinco indicações de ministros ao Supremo.

Dentre as propostas de atualização do modelo brasileiro, vindas tanto do Legislativo como do meio acadêmico, a de ampliar as vozes de quem deve indicar os nomes é a mais predominante. “Não interessa a ninguém que o Supremo seja uníssono”, diz Tavares.

A procuradora do Estado e vice-presidente do Instituto dos Advogados de São Paulo, Maria Garcia, defende até uma campanha entre instituições em prol de mudanças. “Do jeito que está, é nomeada uma pessoa que nem sempre passou pelo jurídico, ou que passou, mas tem carreira meramente política.”

Em tramitação. No Legislativo, a proposta que se encontra em estágio mais avançado é a de emenda à Constituição (PEC) 35, de 2015, do senador Lasier Martins (PSD-RS) por estar pronta para deliberação pelo plenário do Senado. O parlamentar propõe que os ministros do STF sejam escolhidos a partir de uma lista tríplice elaborada pelos tribunais superiores, Tribunal de Contas da União, procurador-geral da República e pelo presidente da Ordem dos Advogados da União (OAB). Estabelece também um mandato de 10 anos e inelegibilidade por cinco anos após o término do mandato. (AE).

...

Secretaria de Saúde alerta para cuidados redobrados com a dengue após as chuvas em Petrolina

As chuvas que ocorreram no município de Petrolina nos últimos dias trouxeram alívio e esperança a população em relação ao forte calor e uma estiagem intensa dos últimos anos. Contudo, é exatamente nestes períodos que os cuidados com o Aedes Aegypti, o mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zica, responsável pela causa da microcefalia em bebês, devem ser redobrados.

A Secretaria de Saúde de Petrolina, através da vigilância epidemiológica, reforça que está intensificando as ações, porém, é importante contar com o apoio da população. Entre as recomendações estão: manter fechadas caixas d’água, tonéis e tanques. As garrafas e recipientes devem ser armazenados de cabeça para baixo e os pneus mantidos sempre cobertos.

É importante também verificar os vasos de plantas, lavar corretamente e colocar areia nestes locais. O lixo doméstico também merece uma atenção especial: deve ser colocado em sacos plásticos e as lixeiras devem ficar sempre bem fechadas. Não jogue lixo na rua ou em terrenos baldios.

Em menos de 10 minutos é possível fazer uma varredura em casa e acabar com os recipientes com água parada, ambiente propício para a reprodução do Aedes aegypti. Precisamos da ajuda de cada cidadão, cada um é responsável por combater o mosquito na sua casa e ainda alertar o vizinho. Se todos participarem, vamos ter sucesso”, destacou a gerente do setor de endemias Aynoanne Barbosa.

Campanha “Sexta sem Aedes”

Todas as sextas-feiras, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde, realizam a campanha “Sexta sem Aedes”. O objetivo é reforçar a conscientização da população quanto à gravidade e à responsabilidade do cidadão no combate ao mosquito.

Os agentes de endemias fazem buscas em residências, escolas e órgãos públicos para eliminar possíveis criadouros do mosquito. É realizado também um trabalho de educação, através de panfletos, orientando os moradores sobre a prevenção e os prejuízos que a picada do Aedes pode trazer para a saúde humana.

A ação, que começou no mês de janeiro, utiliza dados do Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) dando prioridade as localidades com os índices mais elevados.

DADOS DOS ANOS 2015/2016/2017

NOTIFICADOS CONFIRMADOS
DENGUE 3.430 1.792
CHIKUNGUNYA 401 140
ZICA 125 0
     

...

Homem é encontrado com faca cravada no peito no Bairro Henrique Leite em Petrolina

 

Um homem de 37 anos foi encontrado deitado em uma cama com uma faca cravada no peito, na rua 09, Bairro Henrique Leite, em Petrolina.

Uma equipe da Rocam foi enviada até o local, que encontrou na frente da residência, José Alaide dos Santos Neto, 19 anos, bastante alterado e em atitudes suspeita. O mesmo foi contido e detido, afirmando que lá era sua residência e que havia convidado a vítima Carlos Alberto das Neves, de 37 anos para dormir na sua casa e ele conta ainda que Carlos havia cometido suicídio e que saiu em desespero e descontrolado pedindo ajuda da polícia.

A ROCAM fez o isolamento do local, e com a chegada do Instituto de Criminalística, o médico Legista atestou Morte a Esclarecer, o corpo foi removido ao IML. Em seguida a ROCAM conduziu o suspeito a 1ª Delegacia de Polícia Covil, onde foi aberta em seu desfavor uma portaria.

Testes rápidos diagnosticam 15 casos de HIV durante Carnaval de Salvador

Imagem ilustrativa

Em apenas um dia de funcionamento dos postos de detecção de doenças sexualmente transmissíveis (DST’s), 15 pessoas foram diagnosticadas com o vírus HIV, no carnaval de Salvador (BA). O balanço foi divulgado neste domingo (26), pela prefeitura municipal, que instalou dois postos Fique Sabendo, nos circuitos da folia.

Os testes de detecção começaram a ser realizados no sábado (25), quando 1.428 pessoas procuraram os serviços. Além dos 15 casos de HIV, 54 foram positivos para sífilis e um para hepatite C. Em relação aos portadores de HIV, todos são homens, com idades entre 15 e 57 anos.

Os módulos de atendimento têm equipes de plantão, com atendimento multidisciplinar, incluindo médicos e psicólogos que dão assistência aos pacientes, em casos positivos de alguma doença. Nos locais, os pacientes são encaminhados para dar continuidade ao tratamento, em hospitais da rede pública. Caso os testes sejam positivos para sífilis, os pacientes recebem, na hora, a primeira dose do medicamento e são encaminhados para a continuação do tratamento.

Outros atendimentos

Quase 2 mil atendimentos foram realizados nos módulos de assistência à saúde entre a noite de quarta-feira (22) e as 6h de ontem (26). Segundo a prefeitura, o número (1.953) equivale a uma redução de 26% nas ocorrências, em relação ao mesmo período do ano passado.

O principal motivo para busca de atendimento continua sendo o excesso de bebidas alcoólicas, responsável por 305 ocorrências. Em segundo lugar, pessoas machucadas por agressões físicas (280), seguidas de dores nas pernas (150) e, por último, ferimentos acidentais (132).

Em relação a ferimentos causados por arma de fogo, houve uma redução de 50% em relação ao ano passado. Houve queda nos casos de ferimentos por armas brancas (41,8%) e nos casos de agressão física (28%).

Entre os 1.953 atendimentos realizados no período de carnaval até a manhã de domingo, 76 pacientes tiveram de ser encaminhados para unidades de atendimento hospitalar, principalmente Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). (AB)

2ª noite do Carnaval de Petrolina é marcada por alegria e criatividade dos foliões