Arquivo do Autor: Edenevaldo Alves

Edenevaldo Alves é natural de Petrolina-PE, radialista, graduado em Secretariado Executivo e pós-graduado em Gestão de Pessoas pela Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina – FACAPE.

Reflexão do dia

Por isso não tema, pois estou com você;
não tenha medo, pois sou o seu Deus.
Eu o fortalecerei e o ajudarei;
eu o segurarei
com a minha mão direita vitoriosa.

Isaías 41:10

Hoje tem chopp dobrado na Haus Bier

Reflexão do dia

Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.

Romanos 8:28

Hoje tem chopp dobrado na Haus Bier

A feijoada mais esperada do ano

...

O evento mais esperado do ano Feijoada do Dadau

É amanhã na Haus Bier chopp dobrado a noite toda

...

Reflexão do dia

Por isso não tema, pois estou com você;
não tenha medo, pois sou o seu Deus.
Eu o fortalecerei e o ajudarei;
eu o segurarei
com a minha mão direita vitoriosa.

Isaías 41:10

Quinta-feira (19) tem chopp dobrado na Haus Bier

...

...

Alceu Valença em Petrolina dia 1º de Abril

Alceu Valença apresenta seus grandes sucessos no Iate Clube de Petrolina, dia 01 de abril ( Sábado ) às 22:30 horas, tendo o poeta cantador Flávio Leandro como show de abertura, a realização e produção tem a marca dos grandes shows nacionais: Sucesso Promoções!

O evento contará com o padrão dos três setores: área de mesas frontal com visão frontal em frente do palco e serviços de bar e restaurante, pista com visão frontal do show e área VIP com bebida grátis e acesso ao palco, informações de vendas e reservas de mesas no (87) 3861-1917.

No palco, Alceu condensa diversos gêneros da cultura nordestina em um caldeirão musical sofisticado e contemporâneo, Alceu apresenta momentos das muitas etapas de sua trajetória. Dos tempos de ternos de vidro costurados a parafuso e raios de sol lilás, nos anos 70, aporta “Táxi Lunar”, parceria com Geraldo Azevedo e Zé Ramalho. Primeiro sucesso de massa do cantor, “Coração Bobo” o leva ao topo das paradas com sua sonoridade agrestina que zabumba esquisito enquanto pipoca dentro do peito.

Da primeira metade dos 80, há uma sequência de clássicos populares: “Tropicana”, “Como Dois Animais”, “Cavalo de Pau”, “Pelas Ruas Que Andei”, “Anunciação” são músicas que marcam gerações e transformam Alceu num dos mais vigorosos autores da canção popular brasileira de seu tempo.

Temas compostos ao longo da década cantam o amor e suas variáveis, entre os relógios em descompasso de “Solidão” e “Na Primeira Manhã” e o delírio profano de “Bobo da Corte”, onde nem todo beijo é pecado. Amor e sedução ganham contornos explícitos nas peles morenas e domingos azuis dos anos 90. Pela sensualidade existencialista de “Belle de Jour” e a flor do desejo em “Girassol”, a criação valenciana sempre teve saliva doce e carne de caju.

Através do século XXI, o petardo rítmico e poético da “Embolada do Tempo” explicita que o tempo “não tem fim nem começo, mesmo virado ao avesso não se pode mensurar”. Sem perder a conexão banda larga com a tradição, Alceu recria um módulo de canções de Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro. Pilares da construção da identidade musical nordestina, temas como “Xote das Meninas”, e “Juazeiro” reafirmam com vigor que, assim como a embolada, o forró de todos os tempos também não tem parada.

Pelas ruas, estradas e caminhos, Alceu gosta de correr perigo e tem sempre algo a declarar: “a música é o roteiro da minha condição de eterno caminhador. No palco, piloto táxis lunares e monto papagaios do futuro que conduzem aos caminhos da criação. Sigo entre galopes de cavalos, trilhos de trem e de metrô, entre o sertão e a cidade, entre a saudade e a novidade. Sou um espelho do povo brasileiro”.

ALCEU VALENÇA se apresenta no Iate Clube em Petrolina/PE ao lado de Paulo Rafael (guitarra), Nando Barreto (Baixo), Tovinho (teclados) e Cássio Cunha (bateria).

Ascom Sucesso Promoções.

...

Reflexão do dia

Se confessarmos os nossos pecados,

ele é fiel e justo para perdoar e nos purificar de toda injustiça.

1 João 1:9

Máquina do tempo: “Uma viagem ao passado através da música”